Primeiro Dia Anual de Oração pelos Amigos da FMME

No dia 14 de Junho, data significativa pela proximidade das datas de nascimento e falecimento do saudoso Padre Manuel dos Santos José, fundador da FMME com outros amigos, a Fundação Maria Mãe da Esperança, organizou uma tarde de oração, onde foram recordados todos os amigos presentes e aqueles a quem o Pai já chamou para junto de Si.

Para permitir a presença do maior número possível de pessoas, em condições de segurança, tendo em conta a necessidade de garantia de distanciamento físico entre os presentes, o Rosário e Eucaristia aconteceram ao ar livre, junto à capela, na sede da FMME.

Estiveram presentes cerca de 60 pessoas, a que se juntaram outros amigos noutros locais, na recitação do Rosário, unidos na meditação dos Mistérios segundo proposta do Sr. Padre Pedro Viva, nosso Conselheiro Espiritual, e divulgados antecipadamente.

Agradecemos ao Senhor esta oportunidade de vivência comum da nossa fé, e pedimos-Lhe que continue a ajudar a Fundação Maria Mãe da Esperança a promover o Seu encontro com todos aqueles que aceitam abrir-Lhe o seu coração.

 

 

Recomeço das atividades da FMME

Em conformidade com as orientações da Conferência Episcopal Portuguesa, a Fundação Maria Mãe da Esperança, retomou no dia 30 de maio as suas atividades, que se encontravam suspensas desde o dia 13 de março, em virtude da pandemia de Covid 19 e das consequências sanitárias que daí advieram, nomeadamente no confinamento de pessoas imposto pelo Estado de Emergência decretado no nosso país.

O recomeço das atividades, aconteceu com a sessão da Escola de Oração, na sede da FMME (Casa de Oração de Fátima – Loureira), relativa às Leituras Bíblicas a rezar em junho e julho nos Grupos de Oração Interior (GOI´s). Esta sessão foi orientada pelo Sr. Padre Pedro Viva, nosso Conselheiro Espiritual, e contou com a presença de 14 Animadores de grupos GOI.

Para permitir a participação dos Animadores que não se puderam deslocar, foi disponibilizada uma solução de vídeo conferência, de forma experimental, e a que se pretende dar continuidade em próximas sessões, sempre numa ótica de complemento da presença física, que é insubstituível na sua completa dimensão.

Concluímos esta sessão da Escola de Oração com a celebração da Eucaristia na Tenda da Encontro (capela da Casa de Oração).

A sessão da Escola de Oração com os Animadores dos grupos da zona do Sobral de Monte Agraço, acontecerá no próximo sábado, na capela de Moitelas.

Iremos retomar no próximo sábado – dia 6 de junho, as Adorações Noturnas, e por ser o primeiro sábado do mês, celebramos a Eucaristia às 20h30, com a oportunidade de confissão, no contexto da Devoção dos Cinco Primeiros Sábados, como foi pedido por Nossa Senhora, em ato de reparação ao seu Coração Imaculado.

No próximo dia 14 de junho, na sede da FMME, recordaremos o Sr. Padre Manuel. Rezaremos pela sua alma e por todos os amigos presentes ou que já partiram para o Pai, unindo-nos na oração do Rosário ás 16h e celebração da Eucaristia ás 17h, numa celebração campal.

Aos que não puderem estar presentes, convidamos a que se juntem a nós onde estiverem, rezando o Terço e a oração do Mensageiro, se possível à mesma hora.

Interrupção de atividades na FMME

Em cumprimento das determinações da Conferência Episcopal Portuguesa, relativas às medidas de proteção e contenção da pandemia de Covid-19, a FMME vai suspender as suas atividades programadas para as próximas semanas.

Logo que exista autorização, retomaremos as mesmas e informaremos em conformidade.

Neste momento, os nossos bispos exortam-nos a que “Permaneçamos em oração pessoal e familiar, biblicamente alimentada, confiados na graça divina e na boa vontade de todos.”

Saibamos pois valorizar os momentos que o Senhor coloca à nossa disposição, para escutarmos interiormente as perguntas fundamentais. Que nas nossas respostas, num contexto pessoal e familiar, a oração seja uma prioridade, e que nas nossas intenções nos lembremos particularmente dos que mais precisam da força do amor de Deus: os que estão sós, os doentes, os que não têm fé, e todos os profissionais de saúde e proteção civil, que com o risco da sua própria saúde, ajudam toda a comunidade a defender-se desta doença.

Maria Mãe da Esperança, rogai por nós.